Atendimento ao cliente

Ouvidoria

logo Qv Saúde Benefícios
pré-natal

3 motivos para não deixar de realizar o pré-natal

O pré-natal consiste em um conjunto de cuidados recomendados para as mulheres gestantes, a fim de manter a saúde tanto da mãe, quanto do bebê. 

E não é só isso: também é durante o pré-natal que o médico consegue determinar diversas informações importantes sobre a gravidez, como a idade gestacional, a classificação de risco da gravidez e a data provável do parto.

Já deu para perceber que o pré-natal é muito importante, né? Mas, infelizmente, muitas brasileiras ainda não realizam esses cuidados ao longo da gestação, seja por falta de acesso à saúde ou por desconhecimento sobre a necessidade desse acompanhamento.

Tendo isso em mente, nós listamos as principais razões para o pré-natal não ser deixado de lado. Que tal conferir?

3 motivos para realizar o pré-natal

O pré-natal deve começar assim que a mulher descobre que está grávida, sendo que as consultas devem ser realizadas 1 vez por mês. Quando esse cronograma é seguido corretamente, a futura mamãe e o bebê só têm a ganhar!

  • Diagnóstico de doenças

A realização do pré-natal é fundamental para avaliar o desenvolvimento do bebê durante a gravidez, ou seja, o médico é capaz de analisar se a criança está saudável ou se apresenta algum tipo de doença, como sífilis, anemia e HIV. Com isso, é possível iniciar um tratamento precoce e alertar a mãe sobre a condição do bebê.

  • Redução do risco de complicações

Por meio desse acompanhamento, a equipe médica consegue verificar a saúde da mãe e prevenir problemas futuros. Por exemplo: a pressão arterial é monitorada e, caso haja um aumento significativo durante a gravidez, é possível prevenir o quadro de pré-eclâmpsia, que costuma se manifestar a partir da 20ª semana de gestação.

  • Esclarecimento de dúvidas

Não é incomum que a gestante tenha dúvidas sobre a gravidez e todas as mudanças que acontecem nessa fase da vida. E o pré-natal também ajuda nesse sentido, uma vez que prepara a mulher para a maternidade, proporcionando informações educativas sobre o parto e os cuidados com o bebê.

Sabia que o pré-natal é um direito das mulheres?

Além de ser essencial para garantir a saúde ao longo da gravidez, o pré-natal é um direito assegurado pelo Estatuto da Criança e do Adolescente para todas as mulheres, sendo oferecido pelo SUS (Sistema Único de Saúde).  

Por meio desse acompanhamento, é possível reduzir os riscos à saúde e diminuir a mortalidade materna. E isso é de extrema importância, uma vez que pesquisas indicam que o Brasil pode ultrapassar a marca das 100 mortes maternas por 100 mil nascimentos, o que demonstra um aumento nesse índice ao longo dos anos.

Compartilhar esse post

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email